Accueil » Publications » Relação empresa|comunidade no contexto do manejo florestal comunitário e familiar: uma contribuição do projeto Floresta em Pé

Relação empresa|comunidade no contexto do manejo florestal comunitário e familiar: uma contribuição do projeto Floresta em Pé

Auteur(s) : Hildemberg Cruz, Philippe Sablayrolles, Milton Kanashiro, Manuel Amaral, Plinio Sist (organizadores)
Lieu d'édition Editeur Date d'édition
Ibama/DBFLO Belém, PA 2011
électronique - 320 p.
Langu(e)s : Portugais

N° ISBN : 978-85-7300-360-4
Télécharger la publication :
Résumé

A Lei de Acesso às Florestas Públicas traz um novo cenáriopara a consolidação do desenvolvimento florestal brasileiro, onde tanto as empresas privadas quanto as comunidades tradicionais que ao longo de sua reprodução vivenciando com a floresta ou mesmo novos habitantes através do processo de reforma agrária, via assentamentos rurais, passam a ter acesso ao uso dos recursos florestais. Esta legitimidade por lei ao uso da floresta, no entanto, está subordinada ao cumprimento da legislação vigente, tanto relacionados à cobertura florestal nas propriedades rurais (código florestal), quanto às práticas recomendadas na extração de madeira e gradativamente aos demais produtos não madeireiros, este ultimo quando exigido em regulamentações especificas. Consequentemente, este cenário cria espaços de negociação entre diferentes atores interessados e/ou automaticamente envolvidos nas diferentes etapas das cadeias de valor dos diferentes produtos oriundos da floresta. E, naturalmente sem conseguir esgotar o assunto, dada a sua complexidade, este é o foco principal do livro ora em questão, a partir de trabalhos de diagnóstico, pesquisa em campo, capacitação e análise institucionais dos diversos segmentos envolvidos na produção, comercialização e geração de renda advinda dos recursos florestais.

O projeto Floresta em Pé (2007-2011) foi realizado pelo IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis ), em parceria com CIRAD, GRET, ONFi, IEB, EMBRAPA, com financiamento FFEM.


Retour